Não tem pai, mãe, tia, avó, noiva, avô, amigo, que não se emocione de felicidade ao ver o rapaz e a garota orgulhosos na festa de colação de grau ao concluir um caro, longo e sacrificado curso universitário. Agora o contraponto: não tem pai, mãe, tia, etc, que não sofra ao ver os mesmos diplomados perdendo sola de sapato, alegria, esperança e autoestima na busca do troféu que recompensaria todo aquele investimento financeiro e emocional: um emprego. Infelizmente o Brasil de hoje é um desempregador de jovens. Não tem pra todo mundo. Parece aquela brincadeira onde as pessoas ficam andando em volta de uma única cadeira e, quando a música pára inesperadamente, todos se empurram pra conseguir sentar. Aos outros que ficaram em pé, resta engolir o amargor da frustração e partir pra outra. E mais outra. E mais outra. Um desperdício onde todos só têm a perder: o país, as empresas, as famílias e, óbvio, o próprio jovem.
Alex Periscinoto, sócio fundador da Almap/BBDO

Anúncios